Arquivo da tag: receita fácil

Dia dos Namorados: Comidinhas pra fazer em casa

Por Ju Ramil

É, acho que isso tá mesmo virando um especial dia dos namorados!! Hahhaha! Além das dicas de Restaurantes que eu já escrevi no último post, resolvi ajudar quem pretende fazer tudo em casa!

Pra começar o dia, nada melhor que o café-da-manhã! De preferência na cama, nada melhor do que essa surpresa ao acordar né?! Fofo!

Eu, particularmente, acho aquelas cestas tradicionais de dia dos namorados muito clichê e sem criatividade. Claro que de alguns restaurantes bacanas a cesta é bem-vinda, mas acho muito fofo quando é preparada com cuidado é atenção.

Você pode preparar uma cesta com quitutes que seu namorado (ou sua namorada se você for homem-leitor-do-blog ou gay! Todos são bem-vindos!!) mais gostar. Não deve ser difícil pensar em alguns itens que ele (ou ela) comem com freqüência ou comentam gostar. Embalagens mais práticas como caixinhas (de suco ou toddyinho) ou sucos naturais em embalagens fechadas (como os do Hortifruti e Zona Sul). Nutella ou geléia para o pão! Se optar por cream cheese, requeijão ou manteiga, os saches são melhores! E quitutes que não são necessariamente parte do café da manhã podem ser incluídos como um “extra” afinal nesse momento vale tudo…  chocolates, balas, mini-espumantes, sorvetes, cupcakes e até presentinhos como produtos de beleza (hidratantes, óleos, sabonetes, etc).

Outra opção mais simples (e mais barata) que não perde nem um pouco o encanto é um simples café na cama. Capriche na bandeja, na escolha das louças e não esqueça uma flor para dar um toque especial. O importante é ter coisas gostosas e fresquinhas (pão quentinho, suco feito na hora, café quente, frutas cortadas). Acorde um pouquinho mais cedo e prepare uma bandeja para vocês dois comerem deitadinhos. Ah! E não vale acordar cutucanto nem com o barulho do liquidificador: coloque uma música calminha, faça um carinho…. nada pior do que acordar de mau humor no dia dos namorados!

Para preparar o almoço ou jantar eu indico reler as receitas já indicadas aqui como a de Risotto Pomodoro, Molho branco rápido, Crepes… e não esqueça é claro de comprar o vinho (de preferência o Lambrusco).

Mas pra quem ficou com água na boca de ver o Hansl e a Casa da Suiça (no post anterior!) eu resolvi ensinar a fazer um fondue fácil demais pra fazer em casa!!!

Esses são uns dos muitos tipos de “massas” prontas de fondue para fazer em casa e custam por volta de R$18 a R$28. O Fondue nada mais é que queijos (bons queijos) fundidos (derretidos juntos) e bem temperados. Você pode tentar fazer a receita comprando os queijos (Gruyere e Emmental) mas eu juro que a melhor opção é comprar esses semi-prontos.

Eles já vem pseudo-temperados e tem instruções de como fazer na embalagem…

Basicamente eu faria o seguinte: começaria numa panela e depois (quando quentinho, passaria para o réchaud (aquelas panelinhas de fondue).

Para dar um gostinho especial eu passaria alho na panela para dar gosto (esfregar um dente de alho mesmo), acrescentar o pacotinho de fondue pronto e meia taça de vinho branco. Quem gostar vale um pouco de noz-moscada e pimenta-do-reino. Derreter e misturar até que esteja tudo homogêneo e servir.

Ah, e claro: não vale esquecer do pãozinho pra comer com o fondue! Torradinhas são ótimas, feitas de baguette ou pão francês, corte em pedacinhos e leve ao forno até dar uma douradinha de leve.

Para caprichar ainda mais vale usar champignon ou batatinhas pequenas cozidas. Outras coisas também devem ir bem, mas nunca testei. Como aspargos, tomatinhos… é fácil né? Muita coisa combina com queijo!

Quem não tem o Réchaud de Fondue pode fazer mesmo assim (preparar numa panela) servindo em potinhos individuais (porções menores para o queijo não endurecer, mesmo que precise repor os potinhos). Ou pode aproveitar o dia dos namorados e presentear com o Réchaud e o fondue! Existem diversos tamanhos, marcas e modelos de diversos preços. Google it.

Para quem quiser também tem “massa de fondue” de chocolate a venda nos supermercados! E aí é só caprichar nas frutas! Ou uma boa substituição é a nutella que pode ser servida com frutas ou com palitinhos de biscoito (aqueles de sorvete).

Quem quer algo um pouco mais simples mas não menos romântico: capriche nos queijos e vinhos. Infalível. Quase uma ida a Paris! Uma boa variedade de queijos como brie (com uma geléia de damasco então, cai muito bem), chevre, gruyere, emmental, camembert, roquefort, parmesão, provolone, etc. Pães e um bom azeite (se possível com sal e pimenta) e algumas frutas deixam ainda mais completo. E claro, não esqueçam do vinho. Certamente existem mais tipos além do Lambrusco (mas esse é o que eu tomo e o que eu indico!) que caem muito bem nesse “jantar”.

Lembrem-se!!! Velas: são românticas, clichês, bregas e fazem parte do dia dos namorados. Use e abuse. Hahahaha

Beijos,

Ju*

2 Comentários

Arquivado em comportamento, culinária

Mais uma receita: Risotto Pomodoro

Por Ju Ramil

Eu fiz essa receita há semanas mas perdi meu cartão de memória da câmera (hahahha) e só reencontrei hoje!

Mais uma receita fácil de aprender, até porque os crepes fizeram o maior sucesso. Foi dos posts mais vistos, apesar de sem comentários aqui no blog (alias, momento reclamação: vcs quase nunca comentam aqui ne galera? Só por twitter, MSN, gtalk, telefone… mas no blog raramente. COMENTEM). Enfim, várias pessoas fizeram os crepes e arrasaram (Ju Garcia, Lili e Julia Cunha até falaram cmg que fizeram sucesso).

E agora vou continuar minha saga a la Ana Maria Braga e ensinar a fazer um risoto que PARECE complicado mas é MUITO fácil.

Sei que não rola de fazer na madrugada quando bate a fome, mas experimentem fazer pra família de vocês! A minha adora, raspa o prato e lambe os beiços. ;)

Bom, vamos lá! Vocês vão precisar de:

Azeite, alho, cebola e sal

Tomate pelati (latinha que vende em qualquer supermercado, é um tomate sem casca com molhinho)

2 xícaras de arroz branco (o arbóreo usado normalmente em risotos demora muito pra cozinhar e aprendi a fazer essa receita com arroz normal mesmo)

1 litro de água fervente (aproximadamente)

1 lata de creme de leite

2 colheres de sopa de requeijão

1 saquinho de queijo ralado

Algum outro queijo que eu sugiro muzzarela de buffala ou gorgonzola.

Manjericão

FASE I :

Comece colocando a água para ferver (em uma chaleira ou panela separada) e lavando o arroz numa peneira e deixando secar.

Em uma panela (de preferência daquelas boas que não grudam embaixo) colocar um pouco de alho e cebola triturados e deixar dourar no azeite.

Logo depois colocar a lata de Tomate Pelati e esmagar os tomates para virar uma papinha.  Adicionar sal e o arroz e misturar. E logo depois adicionar um pouco da água fervente.

FASE II:

Eu nunca fiz arroz (apesar de sempre fazer risotos), mas acredito que o esquema seja o mesmo: você tempera, coloca o arroz e vai acrescentando água. Aos poucos o arroz vai inchando (absorvendo a água) até ficar no ponto certo: nem melequinha grudado, nem duro.

Aqui o processo é o mesmo: ir acrescentando água para cozinhar o arroz. Eu sei que cansa mexer o tempo todo, é quente, e tal. Mas é importante não deixar o arroz grudar no fundo, ok?

Eu sempre acrescento um pouco de água e vou vendo a evolução do cozimento. Dá super certo. Quando estiver ‘sequinho’ quase sem água, é hora de colocar mais um pouco de água fervente. Quando você achar que já está com carinha de arroz experimente um pouquinho e veja se está cozido. E na ‘provinha’ vale ver se está bom de sal, senão estiver: coloque mais um pouco.

FASE III:

Quando o arroz estiver no ponto certo (cozido, nem melequinha grudado nem duro) é a  hora dos queijos. Não pare de mexer nunca nesta fase proque senão gruda no fundo!

Misture o requeijão, queijo ralado e o queijo escolhido. Também acrescente umas folhinhas de manjericão. Por último o creme de leite. Misture bem e pronto!

Coloque uma folhinha de manjericão e polvilhe um pouco de queijo parmesão ralado por cima.

Bom apetite e contem como ficou! :)

Beijos,

AnaMaria

Ju

5 Comentários

Arquivado em culinária